Solar

Robô faxineiro para painéis solares

Thursday, 06 de July de 2017

Robô faxineiro para painéis solares

Entendendo a sujeira

As células solares de última geração são bastante eficientes - mas garantir essa eficiência exige que os painéis onde elas estão sejam mantidos limpos.

Esta é a proposta de um robô criado por engenheiros da Noruega e da Hungria.
Embora um robô para limpar vidros possa parecer algo trivial, Martin Bellmann e Birgit Ryningen, do Instituto Sintef, afirmam que "há poeiras e poeiras" - ou seja, a poeira de cada região é diferente, gruda de forma diferente e, portanto, exige técnicas de limpeza distintas. Além disso, há cocôs de passarinhos, insetos etc.

"O grau em que as partículas de poeira e a contaminação afetam as células solares é muito dependente da localização," disse Ryningen. "Vimos que algumas partículas de poeira absorvem a luz, enquanto outras a refletem. E as partículas pequenas refletem mais luz do que as maiores, enquanto algumas escalas de contaminação são biológicas e atuam como uma espécie de 'fator solar'. E algumas escalas de sujeira são mais espessas do que outras."

Limpeza cuidadosa

Uma das coisas que a equipe aprendeu rápido - ainda fazendo testes em vidros no laboratório - é que o robô não pode sair esfregando de qualquer jeito, tentando tirar a sujeira na marra.

"É vital que o robô não risque a sensível superfície de vidro. Mesmo pequenos arranhões podem reduzir a eficiência das células solares," disse Ryningen, acrescentando que "em teoria, isso também deve funcionar na limpeza de janelas, o que abrirá um mercado mais amplo para nós."

O protótipo ainda está passando por uma série de testes. Embora a estrutura básica de movimentação ao longo dos painéis solares e o controle automático de limpeza já estejam prontos, a equipe continua avaliando uma série de materiais de limpeza, produtos químicos e níveis de pressão aplicados na esfregação.

"É de vital importância não descartar poluentes químicos no meio ambiente. Então, rejeitamos o uso de agentes de limpeza tradicionais e acabamos usando micro-gotas de água incrivelmente pequenas que são pulverizadas no vidro, quase como um vapor. Então o robô usa uma micro esponja de limpeza que remove efetivamente as partículas contaminantes," disse a pesquisadora.

Ainda não há previsão de colocação do robô no mercado.



Marcadores: