Outros

Cartilha feita por índios aborda mudanças climáticas

Friday, 23 de April de 2010

Cartilha feita por índios aborda mudanças climáticas

"Nós, que vivemos em aldeias, percebemos que as coisas já estão diferentes. Já não existe tanto alimento quanto antes.” A afirmação da jovem indígena Maria Baré, da Aldeia Taperera, no Amazonas, reflete a preocupação dos índios com as mudanças climáticas e os efeitos sobre suas atividades.
Com o objetivo de esclarecer os povos indígenas sobre os efeitos do aquecimento global e conscientizá-los sobre a importância da preservação ambiental, Maria e mais 20 jovens indígenas, supervisionados pela Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), elaboraram a cartilha Mudanças Climáticas e Povos Indígenas, com apoio do Instituto de Pesquisa da Amazônia.
A cartilha foi redigida e ilustrada pelos alunos do CAFI - Centro Amazônico de Formação Indígena, iniciativa da COIAB, em parceria com a organização The Nature Conservancy (TNC). A iniciativa visa apoiar a discussão de temas como mudanças climáticas e REDD (Reduções de Emissões por (Desmatamento e Degradação) entre os povos indígenas. O material – resultado de duas semanas de aulas práticas e teóricas sobre o tema – deve servir como instrumento de multiplicação do conhecimento e será distribuído nas aldeias pelos próprios alunos do CAFI, além de ser utilizado em capacitações realizadas com organizações indígenas.
Entender e desenvolver uma relação com as mudanças climáticas tornou-se uma questão fundamental para os povos indígenas, considerando os impactos direitos que esses fenômenos têm na vida das aldeias – seja na produção de alimentos ou na manutenção dos ritos culturais.
A publicação aborda aspectos técnicos, científicos e de legislação indígena e foi produzida para suprir uma carência de materiais educativos sobre temas ambientais, voltados exclusivamente para as comunidades indígenas. De acordo com a Coiab, entender sobre as mudanças climáticas se tornou fundamental para os povos indígenas.
“Há que se considerar os impactos diretos que esse fenômeno tem na vida das aldeias – seja na produção de alimentos ou na manutenção dos ritos culturais”, destaca o coordenador da Coiab, Antônio Apurinã.
A cartilha “Mudanças Climáticas e Povos Indígenas” teve uma tiragem inicial de duas mil cópias que serão distribuídas pela COIAB, TNC e IPAM nas aldeias da região, e também podem ser encontradas para download nos sites das respectivas instituições.

Agência Brasil e Coiab



Marcadores: mudanças climáticas, REDD, Amazônia, COIAB, povos indígenas