Biogás

Caxias do Sul vai realizar 1º Fórum Estadual de Biogás e Biometano

Friday, 02 de June de 2017

Caxias do Sul vai realizar 1º Fórum Estadual de Biogás e Biometano

Mais de 300 participantes são esperados para o 1º Fórum Estadual de Biogás e Biometano nos dias 13 e 14 de junho, em Caxias do Sul (RS). As inscrições ja estão abertas para o evento que discutirá o desenvolvimento da cadeia de biogás e biometano no Rio Grande do Sul e no Brasil.

O Fórum é uma realização do Arranjo Produtivo Local Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha (APLMMeA), da Universidade de Caxias do Sul (UCS), do Instituto SENAI de Tecnologia em Petróleo, Gás e Energia e da Itaipu Binacional.

De acordo com levantamento da Associação Brasileira de Biogás e Biometano (Abiogás), em 2017 o Brasil possui um potencial de produzir cerca de 78 milhões de metros cúbicos diários de biogás e biometano de segunda geração, volume equivalente a cerca de 25% da disponibilidade de energia no país ou a 73% do gás natural do país. E para tratar justamente do panorama, das possibilidades e desafios é que serão destinados dois dias de palestras, mesas redondas, apresentação de cases e chamada pública. Especialistas do setor em nível nacional e internacional, profissionais do setor, empresários, estudantes e demais interessados no assunto poderão participar da intensa programação, no UCS Teatro.
Clovis Leopoldo Reichert, um dos coordenadores do evento e gerente de Operações do Instituto SENAI de Tecnologia em Petróleo, Gás e Energia, destaca que o Fórum é um evento organizado por diversas instituições públicas e privadas, alinhadas a um objetivo maior que em sua essência trata do desenvolvimento da cadeia do biogás e do biometano.

“A programação do Fórum reflete esse objetivo ao trazer especialistas das áreas de pesquisa acadêmica, centros de tecnologia e de formação profissional, instituições de ciência e tecnologia, secretarias de governo, setores do agronegócio e da indústria, meio ambiente e cooperativas, órgãos reguladores e bancos de fomento e financiamento. Os trabalhos são enriquecidos com a apresentação de experiências práticas, debates e proposições”, enfatiza.

Reichert ressalta que um dos pontos altos do evento é o lançamento da Chamada Pública da Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás) para a aquisição de biometano, em contratos com prazo de 20 anos de fornecimento. “Essa é uma ação pioneira da Sulgás e representa um enorme incentivo ao setor”, aponta.
Programação

No dia 13, após a solenidade de abertura, acontecerá a primeira palestra, às 9h30, com o Dr. Jules Van Lier, da Universidade de Delft, da Holanda, que tratará do ‘Panorama internacional de biogás e biometano’ com a apresentação dos arranjos tecnológicos e comerciais para a geração e distribuição de biogás e biometano existentes no contexto mundial. Licenciado em Biologia, Dr. Jules Van Lier possui especialização em Microbiologia, mestrado em Tecnologia Ambiental e doutorado em Tratamento Anaeróbio Termofílico de Águas Residuárias e atualmente atua na Universidade de Delft, reconhecida mundialmente por suas pesquisas na área de tratamento de águas residuárias.

Na sequência, às 10h, o presidente da Associação Brasileira de Biogás e Biometano (ABiogás), Alessandro von Arco Gardemann abordará ‘Panorama nacional do biogás e biometano’. Às 10h30, o secretário adjunto da Secretaria de Minas e Energia do RS, José Francisco Pereira Braga, falará sobre ‘Políticas públicas para o desenvolvimento da cadeia de biogás e biometano no RS. Os presentes também poderão assistir a dois cases: às 14h45, com a Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGás), e, às 17h, com a Cibiogás no Oeste Paranaense que apresentará a viabilidade econômica de produção de biogás com produtores rurais e cooperativas de agronegócios no Oeste paranaense.

No segundo dia, os trabalhos terão início às 8h30. Além de mesas redondas, outros dois cases serão apresentados: às 10h30, o Desafio MM em que o presidente do Instituto Surear e coordenador do Núcleo de Soberania Energética, Fabrizzio Cedraz Gaspar, relatará a experiência da viagem Montenegro a Montevidéu com veículo movido a biometano e, às 11h, Eduardo M. Pinto, responsável pelo Desenvolvimento de Mercado de Ônibus Urbano da Scania, exibirá alternativas para o transporte sustentável com a experiência do ônibus Euro 6.

Às 16h, um debate final, com a presença de representantes das entidades realizadoras do 1º Fórum Estadual de Biogás e Biometano, permitirá discutir os cenários e propor futuras ações para o desenvolvimento amplo da cadeira do biogás e biometano.



Marcadores: