Biocombustíveis

CNI realiza seminário O Futuro do Etanol na Rota 2030

Friday, 20 de October de 2017

Com a perspectiva iminente de um novo regime automotivo nacional, que vem sendo chamado “Rota 2030”, alguns temas vêm ganhando destaque, como eficiência energética, novas tecnologias de motorização, segurança veicular e o desenvolvimento da cadeia produtiva.

O veículo elétrico vem ganhando espaço no desenho do novo regime, o que é importante, pois tudo indica que esse será o padrão nas próximas décadas. É necessário, contudo, que isso não se dê em detrimento do etanol, alternativa eficaz, comercialmente viável e muito competitiva do ponto de vista ambiental com as demais opções existentes. 

A cadeia produtiva construída em torno do motor a etanol, que inclui o desenvolvimento de tecnologias de plantio e produção, toda a cadeia de autopeças e o desenvolvimento de motores, é um ativo construído pelo Brasil ao longo de décadas, com muito investimento das empresas e do Estado. É fundamental que a Rota 2030 incorpore uma estratégia que inclua o etanol entre as rotas tecnológicas apoiadas. O objetivo do seminário é discutir a incorporação do etanol na estratégia da Rota 2030 e como o regime pode estimular novos avanços tecnológicos que garantam a competitividade do veículo movido a etanol no contexto das novas tecnologias de propulsão. 



Marcadores: