Biocombustíveis

Maior banco mundial de cana-de-açúcar é do CTC

Wednesday, 26 de May de 2010

Maior banco mundial de cana-de-açúcar é do CTC

Com mais de 5.000 variedades de cana-de-açúcar, o Centro de Tecnologia Canavieira (CTC) tem o maior banco de germoplasma do mundo Por ano são lançadas quatro variedades, o que significa que 80% da cana moída do país sai desse centro. A quantidade do patrimônio genético do CTC fica à frente dos bancos de variedades da Austrália (aproximadamente 2.500 unidades) e da África do Sul.
Os técnicos do CTC pensam em uma forma de valorizar esse `arquivo da cana´ da instituição, até porque há a possibilidade do centro, que é mantido com recursos da iniciativa privada, se transformar numa sociedade anônima, o que permitiria a venda da unidade.
O grande problema é dar valor para algo que é único. "Valorar é uma coisa complicadíssima. Eu também me pergunto: quanto custa cada variedade que se lança? Nós estamos tentando achar um meio de calcular", disse Tadeu Andrade, diretor de pesquisa e desenvolvimento do CTC.
As variedades primitivas não tem nenhuma utilidade hoje, mas estão no banco da cana porque são fontes de material genético e podem fornecer características para uma nova variedade que venham a atender às necessidades de uma determinada região.
"Nós temos variedades que vieram da África do Sul em regiões que ocorrem geadas. Jamais vão ser comerciais, mas por exemplo agora está se falando em plantar cana no Rio Grande do Sul em área onde ocorrem geadas e se tiver que desenvolver variedade para essa região, tem que usar variedades que têm algum padrão genético de tolerância a frio", declarou Andrade.

Jornal de Piracicaba



Marcadores: cana-de-açúcar, cana, etanol, biocombustíveis, renováveis, sustentabilidade, germoplasma