Biocombustíveis

Etanol é discutido em Bruxelas como alternativa sustentável para transportes da União Europeia

Sunday, 30 de November de 2014

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), promoveu em Bruxelas, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), no dia 19 de novembro, o seminário “Think Energy. Think Brazil: Perspectives on the 2030 Energy and Climate Package.”

O evento, que teve como objetivo principal discutir alternativas para o setor de transportes no contexto da política europeia para energia e clima, no período de 2020 a 2030, contou com a presença de mais de 70 pessoas, dentre elas, funcionários da Comissão Europeia (U.E.) e do Parlamento Europeu, representantes da indústria química e de combustíveis da U.E., diplomatas da Missão da Argentina, México e Tailândia, profissionais de empresas do setor, consultorias e ONGs.

A presidente da Unica, Elizabeth Farina, e a embaixadora do Brasil junto à U.E., Vera Machado Barrouin, fizeram a abertura do seminário. Em seu discurso, Farina destacou os efeitos negativos gerados pela falta de clareza das políticas europeias no setor de energia, tanto para a indústria local de biocombustíveis como para a brasileira. Já a embaixadora ressaltou a liderança da U.E. nos foros internacionais na área de meio ambiente e afirmou a necessidade de se apoiar essa liderança também na adoção das políticas internas de energia do bloco europeu.

Na sequência, houve palestras do diretor da consultoria E4Tech, Ausilio Bauen, que expos um estudo no qual foram analisadas as emissões de gases de efeito estufa provenientes do transporte rodoviário na U.E. em 2030; do professor e chefe do Departamento de Patologia da USP, Paulo Saldiva, que falou sobre as contribuições do etanol para a saúde pública; e da gestora de projetos da ONG de transporte T&E, Nusa Urbancic, que apresentou uma alternativa realista para se reduzir as emissões do transporte na U.E. após 2020. As apresentações foram moderadas pela assessora sênior da Presidência da UNICA para Assuntos Internacionais, Géraldine Kutas.

O encerramento do seminário ficou a cargo do responsável por Políticas de Energia na Comissão Europeia, Andreas Pilzecker.

Unica



Marcadores: