Biofuels

Universities in Paraná offer Master in Bioenergy

Saturday, January 30, 2010

Universidades do Paraná oferecem mestrado em bioenergia

Um Mestrado Interinstitucional em Bioenergia começa a ser oferecido em 2010 no Estado do Paraná, pelas Universidades Estaduais de Londrina (UEL), de Maringá (UEM), de Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro), do Oeste do Paraná (Unioeste). Participam ainda, em parceria, a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).
Ao todo, o curso oferece 23 vagas, das quais 52% destinadas a candidatos brasileiros, e até 48% para candidatos estrangeiros. A carga horária é de 1.125 horas e a área de concentração é em Biocombustíveis.
O curso foi construído pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e pelas instituições envolvidas, a partir da autorização do governador Roberto Requião, em abril de 2009, para a formalização do termo de cooperação técnica.
O resultado do processo seletivo será divulgado no dia 25 de fevereiro e as aulas iniciam no dia 6 de março.
Estão previstas as seguintes linhas de pesquisa: Geração e caracterização de matéria-prima, Produção de biocombustíveis e co-produtos, Uso e controle de qualidade dos biocombustíveis e Impactos ambientais e socioeconômicos.
Entre os objetivos do Mestrado estão o desenvolvimento de pesquisas e tecnologias, voltados para processos de produção, controle de qualidade, aproveitamento de subprodutos, gestão da cadeia produtiva e uso de biocombustíveis que preservem o ambiente e estimulem o desenvolvimento auto-sustentável do Paraná e dos países do Mercosul.
O projeto visa também qualificar profissionais que analisem os impactos que poderão ser gerados pela produção, em larga escala, de biodiesel, etanol, entre outros, a partir de biomassa utilizada no Paraná e no Mercosul, sobretudo na agricultura e para a geração de empregos e renda.
Outro objetivo é determinar as regulamentações necessárias para a criação de um sistema econômico auto-sustentável, que faça uso de tecnologias para a produção de bioenergia; e constituir-se como referencial - no Paraná e Mercosul - em tecnologia e inovação para a produção de bioenergia como ferramenta para a preservação do meio ambiente.
O currículo prevê também a análise dos potenciais econômicos e sociais do uso de diferentes possibilidades de produção de biodiesel, a partir de diversas matérias primas, encontradas no Estado e nos países do Mercosul.
 



Tags: